“Meu filho tem pé chato” ou “Disseram na academia que o pé dela é pronado”. Todos ouvimos a respeito das formas do pé: chato, cavo, pronado ou supinado, mas existe um pé normal? Claro que sim, muitos! Diariamente variações anatômicas não são classificadas como defeitos: cor dos olhos, cor dos cabelos… então por que os pés não podem ter variações?  O conceito de “pé normal” mudou muito; atualmente aceita-se que os pés tenham variações no formato.  Nesse texto explicaremos essas variações e quais fatores devem nos preocupar.

A curva interna

Classificamos os pés basicamente pelas características da sua curva interna e pela seu apoio plantar (a pegada) em:

  • Pé “normal”– a curva existe e o apoio se dá na parte mais externa da planta, mas é possível notar uma continuidade na “pegada”

pe-normal

  • Pé plano (pé chato)– a curva é pequena ou não há curva, existe apoio de uma área maior da planta do pé

pe-plano

  • Pé cavo – há um aumento na curva, no apoio plantar quase não há apoio no meio do pé

pe-cavo

A flexibilidade

Embora o conceito seja complexo, podemos resumir a flexibilidade do pé como a capacidade de alternar entre “plano” e “cavo”.  Por exemplo: quando estamos sentados ou deitados, sem colocar peso sobre os pés, é possível observar o arco (aspecto cavo). De forma dinâmica, quando ficamos na ponta dos pés, essa curva se acentua.

Normalmente, os pés classificados como planos tem maior flexibilidade que os pés cavos. Ou seja, na prática, ao andar na areia (há um amortecimento grande e um esforço maior para impulsionar o passo) um pé pode aparentar ser  plano (justamente por ser mais flexível), enquanto ao andar no asfalto (o amortecimento é ruim e o impulso é mais fácil) o mesmo pé pode aparentar ser cavo.

formato-pes

O Calcanhar

No exame médico a posição do calcanhar também é avaliada. Ele pode ser classificado de duas formas:

  • Valgo: parte mais plantar se afasta do centro do corpo
  • Varo é o oposto, quando ela se aproxima.

Normalmente o pé plano tem associação com o calcanhar valgo, o normal tem um alinhamento levemente valgo e o cavo, com varo. Associações diferentes dessas não são esperadas em pés “normais” e quase sempre estão relacionadas a alguma má formação.

formatos-calcanhar

Pés Pronados e Supinados

O conceito médico de pronação e supinação relacionado à anatomia do pé é complexo. Envolve uma “torção” interna ou externa ao longo do eixo do pé e pode variar inclusive em livros texto de anatomia. No entanto, essas denominações têm sido usadas com frequência, em especial na fabricação de alguns tênis para corrida ou caminhada. De maneira simples podemos dizer que os pés pronados são os pés mais chatos e os supinados os mais cavos.

Quando me preocupar?

Como vimos o conceito de pé normal, atualmente, é muito amplo. Variações muito acentuadas que dificultam calçar sapatos ou provocam dor para pisar, ou ainda os pés rígidos  devem chamar a atenção e merecem investigação clinica e radiográfica.