O que é Joanete

joanete é o desvio do primeiro dedo para a lateral do pé, ou seja, quando o “dedão fica torto em direção ao mindinho”.

Esse desvio é acompanhado de uma rotação do dedo, nos casos mais graves o primeiro dedo pode estar em cima do segundo. Nos casos mais leves podemos perceber apenas uma pequena saliência na parte de dentro do pé. Frequentemente é associado a dor e calosidade na planta do pé (metatarsalgia).

A deformidade progride de forma variada e costuma ser mais acentuada em pessoas com história familiar, frouxidão ligamentar e pé chato. Por isso, não se pode afirmar que um joanete leve sempre evoluirá para um grave, isso é muito variável e deve ser avaliado caso a caso.

Causas

Origem multifatorial: tem associação genética (história familiar) e o calçado de “bico fino” pode acelerar a evolução da deformidade, sendo portanto, muito mais frequente nas mulheres.

Ilustração da Joanete

Sintomas

O mais marcante é a aparência. Na maioria das vezes essa é a queixa principal. Além do aspecto estético, a dor na parte interna do pé é outro sintoma frequente, em geral causada pelo atrito com o calçado.

A sobreposição do primeiro com o segundo dedo pode gerar deformidades nos dedos menores e dificultar o uso dos sapatos.

A alteração mecânica gerada pelo joanete pode propiciar o aparecimento de vermelhidão e inchaço na parte interna do pé, diminuição da sensibilidade do halux, calos e metatarsalgia.

Diagnóstico

Um exame físico adequado é suficiente para realizar o diagnóstico. Aspectos mecânicos do pé (pé chato ou pé cavo, presença ou não de calosidades, metatarsalgia) são fundamentais para avaliação completa.

Exames complementares são importantes como auxiliares e tem mais valor na documentação da evolução. A radiografia dos pés com carga identifica os desvios ósseos e sempre deve ser solicitada. Outros exames como ressonância e tomografia podem verificar outras deformidades ou lesões associadas, mas só devem ser solicitados quando houver suspeita.

Tratamento

O tratamento inicial é sempre clínico, ou seja, não cirúrgico. Uma cirurgia feita sem necessidade pode se tornar mais incômoda que o próprio joanete. Toda cirurgia pode ter complicações e, por isso, o risco e o benefício devem ser analisados com muito cuidado, SEMPRE antes do tratamento.

Na maioria das vezes, a dor é causada pelo atrito com o calçado e melhora consideravelmente com a adequação desse. Calçados confortáveis são fundamentais. Modificar e evitar hábitos que provoquem a dor também é fundamental.

Existem diversas cirurgias descritas para o tratamento dos joanetes, dependendo do grau da deformidade bem como das deformidades associadas. A correção inclui o reposicionamento do dedo com alinhamento ósseo e ajuste da capsula articular. É importante que todas as deformidades sejam corrigidas (incluindo as deformidades dos dedos menores e metatarsalgia).